A novidade para quem pretende participar do próximo concurso para o Banco do Brasil (BB) é a inclusão de redação na avaliação dos candidatos, além da prova objetiva, que cobrará, inclusive, conteúdos relacionados ao BB e à área de vendas e técnicas de negociação. De acordo com o banco, as mudanças têm o objetivo de selecionar funcionários que se adequem melhor ao perfil de escriturário. A seleção será destinada à formação de cadastro de reserva e abrangerá 15 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe, Mato Grosso e Santa Catarina.

Conforme a Assessoria de Imprensa do BB havia informado, a remuneração dos funcionários será a mesma da última seleção (realizada este ano para diversos estados), valor correspondente a R$2.470,08, sendo R$1.408 de salário, R$352 de gratificação semestral (25% paga mensalmente), R$399,30 de auxílio-alimentação e R$311,08 de cesta-alimentação. A jornada de trabalho é de 30 horas semanais. Ao ser aberto, o concurso não invalidará os que estão em andamento (de 2011). Os prazos, já prorrogados, vão até 4 de março (Amazonas, Ceará, Paraíba e Paraná) e 24 de abril (Acre, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Sergipe). Os aprovados na seleção anterior serão convocados até o último dia de validade.

Somente quando esses concursos terminarem, o banco irá chamar os habilitados na nova seleção. Para não ficar sem cadastro de reserva, o BB deverá divulgar o edital cerca de quatro a seis meses antes do término dos prazos de 2011. Nos concursos anteriores, os candidatos passaram por prova objetiva, com questões de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Atualidades, Matemática e Raciocínio Lógico) e de Conhecimentos Específicos (Informática, Atendimentos e Conhecimentos Bancários). Os funcionários ainda recebem benefícios como possibilidade de ascensão profissional, participação nos lucros, plano de saúde extensivo aos dependentes, auxílio-creche e auxílio para portadores de deficiência. As contratações são feiras sob regime celetista.

Fonte: Folha Dirigida